Suíça - Outono/2008

quinta-feira, 1 de maio de 2014

Não somos todos macacos


Quando Daniel Alves comeu a banana, que lhe fora lançada como tentativa de agressão, ele esvaziou de sentido aquele insulto, como se fala na gíria: "Deixou o cara no vácuo". Demonstrando ser muito mais civilizado do que seu pretenso agressor, respondendo civilizadamente a ofensa, atestando que selvagem é quem tenta ofender o outro com elementos (banana) que fazem alusão à preconceitos e discriminações que já foram superados cientificamente, pois já é comprovado que, biológica e geneticamente, raça é um conceito que não existe e que a diferença de cor (fenótipo) é uma variável aparente que nada revela sobre 'distâncias genéticas' entre nós. Assim, simbolicamente, evidenciou sua humanidade. Até porque, dominar "nossos instintos mais primitivos" e não devolver um insulto com outro, é o que atesta o quanto há de "mais humano" em nós.  Por isso, digo: #nãosomostodosmacacos, #somostodosdanielalves, #somostodoshumanos.

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012